Olá, visitante!

A DIGNIDADE ULTRAJADA

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em estoque

De: R$46,00

Por: R$41,40

Descrição Rápida

Título: A Dignidade Ultrajada - Ser professor do ensino público nos dias atuais


Autor: Benedetti, Katia Simone


Editora: Barra Livros


Tamanho: 14 x 21 cm - 178 págs


Edição: 1ª 2013

A DIGNIDADE ULTRAJADA

Detalhes

O livro é um manifesto em defesa dos bons professores e da profissão docente. Ele discute os principais problemas enfrentados pelos professores e pelas escolas públicas à luz da Psicologia Evolutiva e Antropologia Darwinista, duas abordagens teórico comportamentais praticamente desconhecidas no meio educacional brasileiro.

Nas últimas décadas, imperaram na Educação Brasileira teorias pouco fundamentadas em estudos realmente científicos do comportamento humano. Por sua vez, essas abordagens idealistas e ineficientes só contribuíram para descaracterizar a função social da escola, desvalorizar seus profissionais e fazer despencar a qualidade do seu produto: o ensino formal. Essas teorias também contribuíram para instaurar o pessimismo, a depressão e a falta de perspectiva na classe docente, levando-a a uma crise:

  • falta de professores nas escolas; 
  • desinteresse dos jovens brasileiros em seguir a carreira docente; 
  • fechamento paulatino dos cursos de licenciatura; 
  • adoecimento cada vez mais frequente dessa categoria de profissionais; 
  • desistência e abandono da carreira pelos docentes mais jovens que, devido à pouca idade, ainda têm a chance de ingressar em outra profissão; 
  • ocupação das salas de aula do ensino público por professores mal formados, desqualificados, despreparados;
  •  epidemia de depressão e desalento dos professores em relação á sua vida profissional.

É um trabalho que nasceu da experiência docente da autora durante os últimos doze anos. De um lado, a prática diária em sala de aula e, de outro, a vivência nos meios acadêmicos educacionais levaram à constatação de que existem duas realidades muito distintas e distantes uma da outra em nosso país. E a pior constatação foi a de que muitos dos profissionais “teóricos” que deveriam lutar pela melhoria das condições do ensino brasileiro, fingem-se de sonsos por comodismo ou por incompetência. Isso tudo, por sua vez, levou a autora a um estado insustentável de choque, revolta e inconformismo que culminou com o episódio de sua admissão e demissão (voluntária), como psicopedagoga, do setor de apoio psicopedagógico da rede municipal de ensino de sua cidade.

O livro traz, ainda, sugestões para que, por meio de políticas públicas sérias e fundamentadas em estudos verdadeiramente científicos do comportamento humano, as condições de trabalho dos profissionais da área educacional e a qualidade do ensino público possam modificar-se positivamente, de maneira que nossas escolas sejam exemplos de qualidade e que permitam aos bons professores e bons alunos trabalhar sem ter, diariamente, sua dignidade ultrajada.

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.

.